Propaganda eleitoral precisa de autorização no Facebook

Em Impulsionamento de conteúdo, Propaganda eleitoral na Internet por redacaoDeixe um comentário

Anúncios políticos e eleitorais no Facebook devem passar por um processo de autorização exigido pela rede social para oferecer mais transparência nestas eleições brasileiras.

Após passar pelo processo de autorização, que exige a confirmação da identidade, CPF, localização e outros dados, o anunciante pode escolher o rótulo que usará em seu post: “Propaganda eleitoral” ou “Pago por”.

Para o primeiro rótulo, é exigido o CPF ou CNPJ e o nome da pessoa física ou jurídica. Já o segundo requer apenas a indicação de quem está pagando pelo anúncio, sem necessidade de CPF e CNPJ.  Ambos os rótulos estão disponíveis desde o dia 16 de agosto.

O Facebook também criou uma biblioteca de anúncios para campanhas relacionadas a política. Essa biblioteca é pesquisável e mostra todos os anúncios com conteúdo político, incluindo propaganda eleitoral, identificados. Esses anúncios ficarão disponíveis por sete anos.

Apoio Direto presta consultoria e faz impulsionamentos

A equipe do Apoio Direto, que conta com especialistas em impulsionamento de conteúdos nas redes sociais, presta também consultoria nesse processo de transparência do Facebook e pode auxiliar a equipe dos candidatos no passo-a-passo da operação. ( https://www.facebook.com/business/m/one-sheeters/ads-with-political-content-brazil ).

Impulsionar publicações nas redes sociais é uma das grandes novidades destas eleições e traz grandes vantagens para os candidatos. A um custo relativamente baixo, os impulsionamentos aumentam a visibilidade do conteúdo divulgado, atingindo um número maior de usuários. E mais: permitem direcionar a mensagem para um público da sua escolha, ou seja, é possível definir localização, idade, gênero e interesses da sua audiência.

O orçamento pode ser pré-definido ou se pode customizar o valor e definir o prazo para o anúncio ficar no ar. É possível ainda levar pessoas a tomar ações, como se inscrever em uma newsletter ou fazer doações.

Especialistas de marketing digital do Apoio Direto alertam, entretanto, sobre a importância da escolha bem feita do conteúdo a ser impulsionado para que o resultado seja satisfatório e não haja desperdício de dinheiro. Portanto, não é necessário impulsionar qualquer post que for publicado. O seu conteúdo deve ser relevante e se destacar no Feed de Notícias.

Compartilhe

Deixe um Comentário